Vale a pena perseverar

retiro de ester

 Em Cristo podemos todas as coisas

    Rispa, filha de Aiá, viveu à mar- gem da história do rei Davi. Em hebraico Riçpah, significa “pedra brilhante”. Era concubina do rei Saul. Seu caráter e atitude de resistência, em favor da vida, estão escritos no segun- do livro de Samuel. Era mãe de Armoni e Mefibosete, filhos de Saul. Seus dois filhos e mais cinco netos de Saul, filhos de Merab, filha de Saul, foram entregues por Davi aos gibeonitas como expiação pelo massacre executado pelo rei Saul. Os gibeonitas crucificaram os sete is- raelitas, deixando seus corpos expostos desde o princípio da ceifa da cevada na primavera, por todo o ardente estio, até a queda das chuvas periódicas em ou- tubro. Apesar disso, em vez de ficar em um canto, lamentando sua má sorte, ela agiu com nobreza. A atitude de Rispa chegou aos ou- vidos de Davi, o qual se arrependeu de seu ato. Ordenou que transportassem e enterrassem aqueles restos mortais e que trouxessem Rispa à sua presença. Enter- raram os ossos de Saul e de Jônatas, seu filho, na terra de Benjamim, em Zela, na sepultura de seu pai Quis. Fizeram tudo o que o rei ordenara. Depois disso, Deus voltou a ser propício com a terra (2Sm 21.14). Assim voltou a chover na terra de Israel. A chuva, com toda sua força simbólica e religiosa, é para o povo de Israel manifestação da graça de Deus. Embora não tenha sido um desfecho ‘feliz’, para Rispa foi uma conquista, afinal era seu último feito como mãe: obter um lugar digno para os corpos de seus filhos.      Um final de glória que ainda hoje nos traz valiosos ensinamentos. Em primeiro lugar, a persistência de Rispa nos encoraja a não desistir diante dos problemas mesmo quando em situ- ação difícil, seja no lar ou no ministério.  

   Não podemos abrir mão da crença que nos move de que “em Cristo podemos todas as coisas”. Na casa de Rispa, por amor e pelo desejo ardente de fazer o que era certo – dar um enterro digno aos filhos – ela suportou dias de sol e e es- curidão até que o Rei Davi viu e honrou seu gesto. Sua fidelidade e persistência foram recompensadas. Assim Deus deseja que sejamos: leais, fieis, devotadas ao que cremos e confiamos. Mesmo que venham dias di-
fíceis, no final Ele irá honrar nossa atitu- de de serva do Deus Altíssimo. Se alguém disser para você desistir dos seus sonhos, seus planos, objetivos e metas traçados em conformidade com a vontade do Senhor, rejeite e lembre-se: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a gló- ria…” (Ef 3.20-21). Em toda e qualquer situação, procure agir de acordo com a vontade de Deus e sua Palavra. Espere confiantemente e a vitória virá sobre você, sua casa e mi- nistério. Esta mulher extraordinária nos ensina algo muito importante:
rogando o que acontece ao nosso redor e, que aos nossos olhos, deveria ser dife- rente. Mas lembre-se! Há um Deus Todo Poderoso cuja vontade é boa, perfeita e agradável. Quando nos vê tomadas de aflição ou caídas numa armadilha faz questão de vir ao nosso socorro e rever- ter a situação, transformando maldições em bençãos e morte em vida. Os desígnios de Deus são maiores que os nossos. No episódio dos filhos de Rispa, a nação de Israel foi salva daque- le momento desesperador, pois o castigo cessou e a maldição foi abolida.

    Não se desespere nem fique incrédula quando passar por tribulação familiar ou mi- nisterial. Pelo contrário, tome posição e lute com todas as suas forças para permanecer firme e constante, sempre abundante na obra do Senhor, sabendo que o chamado não é vão no Senhor (1Co 15.58). Portanto, vale a pena perseverar, pois Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao dia de Cristo Jesus.” (Fp 1.6). O Senhor Cumprirá to- das as suas promessas em nossas vidas porque ele é fiel.

 

anemCláudia Correia de OliveiraE-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Presidente da Associação Nacional de Esposas de Ministros - ANEM,
Igreja Batista Vida e Paz, Vila Velha/ES

DOCUMENTOS

Acesse os documentos para os processos de credenciamento à Ormiban, transferência, isenção e outros.

icone mais Acesse aqui

ANUIDADE

Acompanhe a emissão dos boletos e pague em dia sua contribuição anual para manutenção dos trabalhos e recebimento de sua Credencial.

icone mais Acesse aqui

 

CREDENCIAIS

Veja a relação de Envio das Carteiras de Ministros e procure a Secção do seu Estado para recebê-la.

icone mais Acesse aqui

Contatos

 ormiban@cbn.org.br

 www.ormiban.org.br

 Tel.: (61) 3321-8557 ramal 7 

 SDS – Ed. Venâncio Jr., Bloco M, Entrada 14 – Brasília|DF

 

Localização

Curta nossa Fanpage

Ordem dos Ministros Batistas Nacionais - Todos os Direitos Reservados 2016 Desenvolvido por Junior Artes